Aprender a perdoar

Ninguém consegue perdoar se não abrir mão do orgulho. Aprendamos, com o exemplo que segue :

Ao aproximar-se do balcão da recepção de um hotel, um homem tem a sua  atenção atraída por um barulho e, ao virar-se, esbarra o cotovelo no seio de uma linda mulher.
Meio sem graça, meio envergonhado, ele diz:
– Mil desculpas. Se o seu coração for macio como seu seio, tenho certeza de que me perdoará.
A mulher, lisonjeada, responde:
– E se o seu pinto for duro como seu cotovelo, meu apartamento é o 114.
Não é lindo? Isso é que é saber perdoar…!

Sinceridade masculina…

Um homem estava em coma há algum tempo. Sua esposa ficava à cabeceira dele dia e noite.

Até que um dia o homem acorda, faz um sinal para a mulher para se
aproximar e sussurra-lhe:

-Durante todos estes anos você esteve ao meu lado.
-Quando me licenciei, você ficou comigo.
-Quando a minha empresa faliu, só você ficou lá e me apoiou.
-Quando perdemos a casa, você ficou perto de mim.
-Quando perdemos o carro, também estava comigo.
-E desde que fiquei com todos esses problemas de saúde, você nunca me abandonou.
-Sabe de uma coisa?

Os olhos da mulher encheram-se de lágrimas:
-Diz amor…

-Acho que você me dá azar!!!

Salim

O turco Salim chega ao banco e fala para o gerente:

– Eu quer fazê uma embréstimo!!!

Surpreso, o gerente pergunta para Salim: 
– Você, Salim, querendo um empréstimo? De quanto? 
– Uma real.
– Um real? Ah, isso eu mesmo te dou.
– Não, não!  Eu querer embrestado da banco mesmo! Uma real!
– Bem, são 12% de juros, para 30 dias… 
– Zem broblema! Vai dar uma real e doze zentavos. Onde eu assina? 
– Um momento, Salim. O banco precisa de uma garantia. Sabe como
é,são as normas.
– Bode begá meu Mercedes zerinha, que tá lá fora e deixá guardado no garagem da banco, até eu bagá a embréstimo. Tá bom azim?
– Feito!!!
Chegando em casa, Salim diz para Jamile:
– Bronto, nóis já bode viajá bra Turquia zem breogubazon. Conzegui dexar a Mercedes num garagem do Banco do Brasil bor 30 dias, e eu só vai bagá doze zentavos