Vocabulário da vida

Adeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica.

Amigo: É alguém que fica para ajudar, quando todos se afastam.

Caridade: É quando estamos com fome, só temos uma bolacha e repartimos.

Ciúme: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar à nossa frente e estando apressados não reclamamos.

Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.

Inimizade: É quando empurramos a linha do afecto para bem distante.

Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Mágoa: É um espinho que colocamos no coração e nos esquecemos de retirar.

Orgulho: É quando somos apenas uma formiga e queremos convencer os outros de que somos um elefante.

Perdão: É uma alegria que sentimos e que pensávamos que jamais a teríamos.

Perfume: É quando mesmo de olhos fechados reconhecemos quem nos faz feliz.

Pessimismo: É quando perdemos a capacidade de ver em cores.

Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar, e estando perto, querer parar o tempo.

Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.

Solidão: É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

Supérfluo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e pedimos um rio inteiro.

Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas.

Vaidade: É quando abdicamos da nossa essência por outra, geralmente pior.

por: Luiz Gonzaga Pinheiro

A lista das 20 coisas que mais irritam no futebol brasileiro

1- Jogador escrevendo no Twitter. Quase sempre é baboseira

2 – A pessoa que, quando questionada sobre o time do coração, diz: Seleção Brasileira

3 – Os gritos de ‘O campeão voltou’. Todo mundo já foi campeão um dia

4 – Falta desnecessária de atacante em zagueiro quase na linha de fundo

5 – Juiz que dá cartão alegando simulação quando a falta foi clara

6 – Hino nacional antes dos jogos entre clubes

7 – Cobrança de falta do seu time por cima do gol no último minuto quando o jogo está empatado

8 – Jogador que faz sinal da cruz toda hora

9 – Proibição da venda de cerveja nos estádios

10 – Torcida que comemora cartão amarelo para o adversário

11 – Jogador cai-cai

12 – Comentaristas de arbitragem que erram mesmo vendo o replay

13 – Jogada ensaiada que dá errado

14 – Jogador que comemora o gol com os dedos apontados para o céu

15 – Transmissões que dizem ‘É o Brasil na Libertadores’. Como se o torcedor do Grêmio estivesse torcendo pelo Cruzeiro, por exemplo

16 – Programa esportivo que só fala dos clubes paulistas

17 – Torcedor de mais de um time. Os chamados mistos

18 – Gente que vai ao jogo com camisa de outro time. Bahia x Coritiba com camisa do Flamengo, por exemplo

19 – Ingresso caro

20 – Agora o maior de todos: escanteio curto. NUNCA acaba em gol!

Lista feita com: visões do blogueiro, comunidade do Futebol Alternativo no Orkut e Revista Placar